Correio Central
Voltar Notícia publicada em 03/02/2024

Destaque na programação do Show Rural, Plataforma GoSolos viabiliza a análise genética e muda rotina dos produtores rurais brasileiros

biologia molecular não é mais assunto tratado somente em laboratórios e nos meios acadêmicos. Ela faz parte da revolução tecnológica no campo

Entre os dias 5 e 9 de fevereiro, a GoSolos estará presente no evento Show Rural, em Cascavel, no Paraná, abrindo agenda de apresentações realizadas país afora, com o objetivo de mostrar aos produtores o universo gigantesco que existe embaixo da terra e que pode ser usado a favor dos desafios do dia a dia no campo.

Para o agrônomo e especialista em Fitopatologia da GoSolos, Tiago Jarek, existe uma crescente demanda e interesse dos produtores em conhecerem e entenderem de maneira simplificada todo o ciclo produtivo de uma planta, evidenciando a importância da biologia do solo antes de iniciar qualquer plantio.  

"A GoSolos realiza o sequenciamento genético de uma pequena amostra de solo, revelando as sequências de DNA de bactérias e fungos presentes em uma determinada área. O resultado é uma extensa lista que identifica milhares de microrganismos que, de alguma forma, impactam na produtividade. No entanto, não basta apenas saber quais microrganismos estão presentes no solo. O verdadeiro valor reside na compreensão do significado desses microrganismos dentro do contexto específico de cada área, tornando a ciência uma ferramenta concreta para o produtor rural," explica Jarek. 

Durante o Show Rural será possível saber mais sobre a GoSolos na arena de inovação, estande S23. A startup também apresentará a solução no Espaço Impulso, no dia 08/02, às 10h.  

A GoSolos, startup de biotecnologia nascida em 2022, foi fundada pelos mesmos idealizadores da GoGenetic, uma empresa de biotecnologia sediada em Curitiba (PR), composta por pesquisadores que atuavam dentro da Universidade Federal do Paraná (UFPR).  

A necessidade de entender a biologia do solo (microrganismos que vivem embaixo da terra) não é recente. Muitos estudos agronômicos apontam para um tripé que determina a produtividade: a química, a física e a biologia. Entretanto, até o momento, se popularizaram as análises físico-químicas para balizar o manejo da lavoura. “As informações biológicas foram, de certa forma, negligenciadas”, comenta Jarek.

Além do fornecimento de um laudo personalizado, a GoSolos oferece a interpretação detalhada desses resultados, destacando o significado das comunidades microbianas identificadas no contexto específico da área analisada e sugerindo estratégias de manejo para equilibrar ou potencializar a microbiota do solo. Os objetivos centrais são: fortalecer a resistência do solo contra possíveis doenças, ampliando a supressividade da região; promover a saúde do solo; estender a vida útil da área cultivada; viabilizar práticas agrícolas sustentáveis, incluindo o sequestro de carbono e elevar a produtividade.

Por Élcio Ramos, da Newslink

Fonte: www.correiocentralro.com.br

Leia Também