Correio Central
Voltar Notícia publicada em 13/01/2022

Candida auris: Anvisa diz que há um surto de superfungo no Brasil

Candida é um gênero de fungo muito frequente, inclusive na pediatria, e pode ser responsável por casos comuns de sapinho na boca de bebês ou de frieiras entre os dedos ou na parte genital.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou, nesta quarta-feira (12/1), que o terceiro surto do superfungo Candida auris no Brasil foi identificado em um hospital de Recife, em Pernambuco. A confirmação foi realizada pelo Laboratório Central de Saúde Pública Prof. Gonçalo Moniz – Lacen/BA.

É importante entender que a Candida é um gênero de fungo muito frequente, inclusive na pediatria, e pode ser responsável por casos comuns de sapinho na boca de bebês ou de frieiras entre os dedos ou na parte genital, por exemplo.

O laboratório realizou as análises utilizando um método que faz a ionização para diagnosticar, de maneira rápida e eficaz, as proteínas de uma bactéria ou fungo.%u202F"Destaca-se que ainda há outro caso suspeito, que está em investigação laboratorial", informa a Anvisa.

Os outros dois casos da doença haviam sido identificados no Brasil em 2020.

Apesar dos poucos casos em concomitância, pode-se considerar que há um surto de Candida auris no país, conforme alerta da Anvisa, pois “a definição epidemiológica de surto abrange não apenas uma grande quantidade de casos de doenças contagiosas ou de ordem sanitária, mas também o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde – mesmo se for apenas um caso”.

A Agência orienta que os laboratórios de microbiologia intensifiquem a vigilância laboratorial para a identificação do fungo Candida auris e, diante de casos suspeitos ou confirmados, informem imediatamente à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do serviço de saúde e sigam as recomendações quanto ao encaminhamento da amostra ao Lacen.

Como a Candida auris é transmitida?

Dos casos da infecção pelo fungo já relatados, a maioria das contaminações aconteceu em ambientes hospitalares em pacientes que já estavam internados por outras razões. A Candida auris pode se espalhar em hospitais por meio do contato com superfícies ou equipamentos contaminados, ou de pessoa para pessoa, mas ainda não foi detalhado como a infecção interpessoal ocorre.

Quais são os sintomas da doença?

Os sintomas, entre eles febre e cansaço, se assemelham aos de outras infecções, mas a Candida auris é de difícil diagnóstico. Ela não é identificada nos exames de sangue comuns e é preciso realizar um exame laboratorial específico para a confirmação da presença do fungo, o que pode acabar retardando o tratamento e levando a quadros mais graves.

Fonte: Estado de Minas