Correio Central
Voltar Notícia publicada em 24/11/2021

Procura-se pelos filhos de Nilza Rosa Lima em Rondônia, na região de Ouro Preto do Oeste

Nilza e três irmãs são falecidas, e sua sobrinha de Aracruz, no Espírito Santo, quer conhecer primos e primas em Rondônia

Rute Cicilia, 56 anos, que mora com sua família em Aracruz, no estado do Espírito Santo, solicitou ajuda para tentar localizar uma tia sua que mora no interior de Rondônia, chegou à região de Ouro Preto do Oeste no início da década dos anos 80, e manteve contato com familiares pela ultima vez em 1986.

Rute quer localizar filhos ou filhas de sua tia Nilza Rosa Lima, que é irmã de sua mãe Margarida Cicilia (com i). A mãe de Rute, Margarida Santana, é irmã de Nilza Rosa que têm mais duas irmãs: Maria Rosa de Oliveira e Hilda Santana.

Segundo Rute, as quatro irmãs são falecidas, restaram os filhos e netos.

Detalhe importante: Nilza Rosa e Hilda Santana eram gêmeas dizigóticos, ou fraternos, como são chamados gemes que não se parecem.  

FOTO DE HILDA SANTANA, IRMÃ GÊMEA DE NILZA ROSA LIMA, DEFERENTE E ELAS NÃO SE PARECEM

Rute tem a informação da mãe e tias, de antes de sua morte, que Nilza Rosa era casada com Gercino e eles tiveram bastante filhos. “São meus primos que eu gostaria de ter contato, e se possível conhecê-los”, disse. 

Rute citou como primos Osmar Lima, Ozeias, Lindalva, Sidalva e Obede

“Eu não tenho fotos deles. Não conheço eles. Creio que alguns deles talvez até nasceram aí”, suspeita.

Rute detalha que Ozeias e Lindalva são de pele escura e bem morenos porque o pai deles era negro e a mãe com semelhança de índia, bem morena.

Quem souber de pessoas como os nome Osmar, Ozeias, Lindalva e Obede, que residem, ou residiram, na região de Ouro Preto do Oeste, podem informa-los que uma prima de Aracruz-ES procura por eles e deseja muito conhecê-los. O contato de Rute é 027-99819-2068 em Aracruz.

RUTE CICILIA MORA EM ARACRUZ NO ESPÍRITO SANTO; ELA DESEJA CONHECER OS PRIMOS E PRIMAS EM RONDÔNIA, POIS SUA MÃE E AS TRÊS IRMÃS SÃO FALECIDAS

Fonte: www.correiocentralro.com.br