Correio Central
Voltar Notícia publicada em 05/01/2022

Bang Bang: Rolim de Moura (RO) tem noite violenta com tiroteio, morte e feridos

Homem dispara contra dois funcionários de conveniência e é encontrado morto horas mais tarde. PM à paisana reagiu e pode ter acertado o agressor.

Na noite desta terça-feira (04) em Rolim de Moura, na região da Zona da Mata rondoniense, um homem portando uma arma de fogo causou pânico e medo em uma conveniência ao abrir fogo contra dois funcionários do estabelecimento.

Um policial militar à paisana no local reagiu contra o atirador, identificado por Josué de Souza, que deixou o local na companhia de outro indivíduo e foi encontrado morto dentro do veículo que usou para empreender fuga do posto de combustíveis em uma área próxima do Parque de Exposições de Rolim de Moura.

O corpo foi localizado a uma hora da madrugada depois que a Polícia Militar chegou ao veículo que Josué usou para fugir, e estava com o indivíduo que a acompanhava na hora do tiroteio no posto. O carro tinha vestígio de sangue e passou por perícia.

O amigo de Josué, que não teve o nome revelado, foi detido e encaminhado para a delegacia da cidade para prestar esclarecimentos. Por enquanto, uma hipótese levantada pela polícia é a de que o PM tenha alvejado o atirador na hora da fuga.  

Segundo relatos prestados a Polícia Militar, Josué e seu amigo teriam discutido com os funcionários da conveniência que os advertiram para não fumar no ambiente proibido, e houve uma breve discussão entre ambos.

Momentos depois, o frequentador do estabelecimento iniciou uma série de disparos atingindo sete vezes as vítimas Anderson Henrique, com quatro disparos, e Vitor Henrique que foi alvejado com três tiros. As vítimas foram socorridas a unidade hospitalar pública da cidade em estado crítico.    

Ao que tudo indica, pelo desenrolar dos fatos, o atirador que abriu fogo contra os funcionários da conveniência não contava com a presença e a reação do policial militar à paisana e acabou atingido no revide do agente da lei, e veio a óbito quando se homiziava nas imediações de pouco movimento da cidade.

No entanto, a Polícia Civil ainda não se manifestou a respeito dos fatos ocorridos.  

Imagens: alerta rolim e redes sociais

Fonte: www.correiocentralro.com.br