Correio Central
Voltar Notícia publicada em 22/07/2022

Homem que agrediu mulher com marteladas tem prisão decretada; vítima tem coágulos na cabeça

Demétrio Eugênio Pereira, de 45 anos, é procurado pela Polícia Civil de Rondônia por crime de tentativa de feminicídio.

A mulher que foi violentamente agredida pelo seu companheiro a golpes de martelo na manhã do último sábado (16/07) na cidade de Ouro Preto do Oeste está com várias manchas de sangue de coágulos que formaram devido os golpes terem sido muito fortes, ela permanece internada no Heuro, em Cacoal, e não tem data para receber alta.

O autor da agressão é Demétrio Eugênio Pereira, de 45 anos, a Justiça decretou a sua prisão preventiva pelo crime de tentativa de feminicídio, mas ele não foi localizado nos endereços que a polícia visitou e é considerado foragido. A mulher revelou que apanha constantemente, e que já levou uma surra de pauladas do agressor.

Os médicos que acompanham o quadro de C.S.A., de 33 anos, vítima de violência doméstica, acompanham a evolução da paciente, que pode precisar de passar por cirurgia para drenagem do sangue coagulado na cabeça.  

O fato aconteceu no Bairro Liberdade, na área central, próximo da lotérica existente na referida rua. O agressor D.E.P., de 45 anos, que em outa ocasião já bateu na companheira a golpes de pauladas, não foi localizado pela PM e escapou do flagrante.

Como Demétrio é considerado foragido, a publicação de sua imagem pode auxiliar nas buscas que a polícia está realizando na região de Ouro Preto do Oeste.    A vítima se encontra hospitalizada no Heuro desde o dia que foi agredida e espancada na cabeça por golpes de martelo. A reportagem do site Correio Central apurou que os filhos de C. se encontram em uma propriedade rural, sob a guarda de avós e tios.

O motivo que teria levado o agressor a desferir marteladas contra a sua companheira, segundo foi revelado por ela a autoridade policial, teria sido por ele ter visualizado no celular dela mensagens de WhatsApp com postagens dela louvando em uma igreja que frequenta.

Ele pediu que ela apagasse as postagens da Congregação do seu perfil e status do WhastApp, e como não foi atendido de imediato partiu pra cima de C. com um martelo e começou a bater na cabeça dela.

A vítima estava sangrando muito, mas conseguiu se desvencilhar dele, correu para a rua gritando por socorro. Um grupo de pessoas que passava de veículo pelo local socorreu a mulher e a levou a um hospital particular que fica próximo.

 

Fonte: www.correiocentralro.com.br