Correio Central
Voltar Notícia publicada em 07/02/2024

PRF deve usar scanner veicular nas rodovias em Rondônia e Roraima

Equipamento é conhecido pela utilidade na fiscalização do tráfico de entorpecentes nas rodovias federais do Rio de Janeiro

Uma recomendação pediu a distribuição de aparelhos de escaneamento veicular às unidades da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Roraima e Rondônia para combate ao garimpo ilegal na região. O documento foi expedido pelo Ministério Público Federal (MPF) nesse segunda-feira (5) para que a Direção-Geral da PRF assegure a distribuição dos escaneadores.

A recomendação, segundo o MPF, é um desdobramento de investigação que apura a cadeia logística e a forma de atuação do garimpo ilegal na Amazônia Ocidental, no caso de Roraima, na Terra Indígena Yanomami. O equipamento é capaz de detectar imagens em raio-x de veículos em movimento e utilizado para fiscalizar o tráfico de entorpecentes nas rodovias federais do estado do Rio de Janeiro.

Em reunião com as superintendências da PRF de Rondônia e de Roraima, teria sido averiguado que a Direção-Geral havia adquirido seis equipamentos de escaneamento de veículos. “Embora tenha solicitado o scanner, a PRF de Roraima foi informada de que não há previsão de entrega para a unidade. Já a Superintendência da PRF de Rondônia conta com um único aparelho, que está danificado e não pode ser utilizado”, informou o órgão.

Na recomendação, o MPF defende que os estados do Norte não podem ser desfavorecidos na distribuição da tecnologia e destaca ainda que, conforme consta no Portal da Transparência da PRF, dos 43 equipamentos a serem adquiridos pelo órgão na próxima licitação, não há um sequer destinado às unidades de Roraima ou Rondônia. O documento fixa prazo de 90 dias para que a Direção-Geral da PRF apresente cronograma para redistribuição ou aquisição.

Portal Roraima 1

Fonte: Portal Roraima 1

Leia Também